Na manhã da última sexta-feira (27), o diretor-presidente da Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema), Francisco de Assis Dantas, e o diretor-técnico, Fausto Leite, participaram de uma reunião na sede do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), em Sergipe, para discutirem a implantação do Sistema Nacional de Controle da Origem dos Produtos Florestais (Sinaflor) no estado.

O Sistema, que integra o controle da origem da madeira, do carvão e de outros produtos ou subprodutos florestais, foi instituído pela Instrução Normativa n° 21, de 24 de dezembro de 2014, em observância dos artigos 35 e 36, da Lei nº 12.651, de 25 de maio de 2012.

Durante encontro, foi decidido que a Adema irá sediar, no mês de novembro, a capacitação de servidores das duas autarquias, além de um workshop de apresentação do Sinaflor à sociedade.

A apresentação foi feita pelo coordenador geral de florestas da Diretoria de Biodiversidade e Florestas, André Sócrates, que também explicou como é realizado o Cadastro Técnico Federal (CTF), o Cadastro Ambiental Rural (CAR) e, ainda, o Documento de Origem Florestal (DOF). Que são documentos obrigatórios para o transporte e armazenamento de produtos florestais de origem nativa, de acordo com o que é instituído nas leis ambientais.

 

Última atualização: 1 de novembro de 2018, 07:20 AM