Adema participa de reunião com a Comissão Externa do Aeroporto Internacional de Aracaju

O representante do setor de fauna e resgate da Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema), Daniel Allievi, participou de uma reunião virtual com a Comissão Externa do Aeroporto Internacional de Aracaju, para discutir medidas que devem ser tomadas em relação à constante presença de animais silvestres nas imediações do campo de aviação.

A reunião que contou com representantes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Aracaju (Sema) e da Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Nossa Senhora do Socorro, fez-se necessária em razão da concentração de animais em locais próximos à área, gerando potencial risco de incidentes.

Os representantes da comissão apresentaram tabelas quantitativas que mostraram as ocorrências das espécies que se envolveram em colisões entre os anos de 2011 a 2021, a exemplo de urubus, corujas, pombos, garças, cachorros-selvagens, entre outros, e ressaltaram a importância da coibição e fiscalização desses órgãos em aterros sanitários e descartes indevidos para evitar o aparecimento de aves e outros animais no raio de 20km do aeroporto.

Trabalho em conjunto

A ação conjunta entre os órgãos e o aeroporto é de extrema relevância visto que cada um deles possui papel crucial no que diz respeito à prevenção desse tipo de ocorrência na área. No que compete à Adema, cabe aos profissionais socorrer os animais que surgem nas proximidades do campo de aviação e são recolhidos pelas equipes do aeroporto, bem como àqueles que se tornam vítimas de acidentes e precisam de cuidados específicos.

Outras medidas a serem reforçadas referem-se à intensificação das fiscalizações por parte dos órgãos competentes, bem como na informação aos futuros moradores das proximidades do campo de aviação, a respeito do descarte irregular de materiais orgânicos, acúmulo de lixo e entulhos, fatores estes que podem ocasionar a criação de lixões, o que, por conseguinte acaba atraindo esses tipos de animais para a região.

Segundo Daniel  Allievi, a reunião se fez relevante a fim de que os órgãos ambientais redobrem os cuidados em torno da área. “É importante divulgarmos para a população, a fim de que todos se conscientizem sobre o assunto, uma vez que é grande e recorrente o número de incidentes com animais, afetando não apenas a fauna, como também os cidadãos. As medidas no que se refere ao descarte de lixo e entulhos devem ser adotadas não só pelas prefeituras e órgãos ambientais, mas também por toda a população que reside nas proximidades do aeroporto”, enfatiza.

Última atualização: 5 de dezembro de 2022 14:47.

Pular para o conteúdo