Adema recebe entrega voluntária de 12 cobras

A Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema) recebeu a entrega voluntária de 12 cobras que estavam sendo mantidas em cativeiro por um cidadão residente na capital sergipana, de forma irregular e sem as devidas autorizações dos órgãos competentes.
 
Foram entregues duas jiboias (boa constrictor), duas caninanas  (spilotes pullatus), três pitons real (python regius) e cinco suaçubóias, também conhecida como cobra-de-veado (corallus hortulannus). Após a avaliação clínica por parte dos veterinários que integram as equipes de fauna do órgão ambiental, foi constatado que os 12 répteis estavam saudáveis e sem nenhuma enfermidade aparente, tendo sido encaminhadas à uma instituição parceira da Adema, a fim de receber cuidados.
 
Segundo o Diretor-presidente da Adema, Gilvan Dias, os répteis passarão por um processo de reabilitação. “Por terem ficado muito tempo em cativeiro, as cobras já estavam domesticadas, o que as impedem de serem reinseridos na natureza no atual momento. Dessa forma, eles passarão um tempo determinado recebendo tratamento específico e, quando estiverem aptas, serão postas à soltura em área de reserva ambiental”, explica.
 
A Adema ressalta a população que configura crime ambiental, matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente, ou em desacordo com a obtida (Art. 29, Lei 9605/98), e que ao encontrar qualquer tipo de animal silvestre,  os cidadãos não devem manusear, tentar alimentar ou medicar estes animais, apenas acionar as equipes especializadas do órgão para fazer o resgate ou apreensão, por meio do telefone (79) 9 9191-5535. O mesmo número também serve para agendar a entrega voluntária desse tipo de animal.

Última atualização: 23 de fevereiro de 2022 12:05.

Pular para o conteúdo