Adema resgata 15 aves no município de Ribeirópolis

Informados pela delegacia local, profissionais do órgão ambiental resgataram araras, papa-capim, entre outros pássaros

Após um comunicado feito pelo Delegado de Polícia Civil, Júlio Figueiredo de Aquino, da cidade de Ribeirópolis, no Território Agreste Sergipano, uma equipe da Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema), se deslocou até a sede municipal, no domingo, 03, e efetuou o resgate de 15 aves silvestres.

Foram resgatadas pelos profissionais da Adema, uma rolinha fogo pago (Columbina squammata), dois filhotes de araras maracanã (Primolius-maracana) e 11 papa capins (Sporophila nigricollis), apreendidas durante a feira livre do município.

De acordo com o Diretor-Presidente da Adema, Gilvan Dias, a ação realizada no dia de ontem, reforça o compromisso do órgão ambiental de estar sempre apto a atender a população sergipana. “Apesar do atual momento em que estamos atravessando com a pandemia, dispomos diariamente de uma equipe plantonista para atender aos chamados. Assim que o delegado nos informou da apreensão, nos deslocamos até o município e, devidamente munidos dos equipamentos de proteção individual de prevenção ao novo coronavírus, fizemos o resgate. Segundo o delegado, o cidadão que estava de posse das aves foi conduzido até a delegacia, onde lavrou-se o Termo de Ocorrência Circunstanciado, sendo o mesmo liberado em seguida para responder pelo ato em liberdade”, explica.

Gilvan Dias acrescenta que algumas aves apreendidas foram devolvidas à natureza ainda no dia de ontem. “Após a avaliação das 15 espécies pelos profissionais da Adema, fizemos a soltura da rolinha fogo pago e de 10 papa capins, em uma reserva ambiental no Território Agreste. Por ainda serem filhotes, as araras maracanã ainda não conseguem se alimentar sozinhas, assim, serão encaminhadas ao Centro de Tratamento de Animais Silvestres (Cetas) para serem tratadas devidamente e, quando estiverem aptas, serão reinseridas na natureza, bem como um dos papa capins, que ao ser solto não conseguiu levantar voo, sendo o mesmo também encaminhado ao Cetas para a reabilitação e posterior soltura”, detalha.

Outro resgate

Ainda no dia de hoje, 04, uma equipe da Adema fez o resgate em uma residência da capital de um lagarto Teiu (Tupinambis). Acionados por um morador na sexta-feira, 01, profissionais do órgão ambiental foram até a residência para fazer a captura, no entanto o réptil alojou-se em um buraco, tornando-se inviável o resgate. A equipe orientou o solicitante de como proceder caso o animal retornasse à residência, o que aconteceu na manhã de hoje, sendo a equipe acionada novamente e efetuado o resgate. Após a constatação de que o lagarto estava saudável, os profissionais fizeram a soltura em uma reserva ambiental.

Última atualização: 7 de maio de 2020 08:25.

Pular para o conteúdo