Monitoramento feito pela Adema garante à capital sergipana reconhecimento pela qualidade da balneabilidade das praias

Trabalho para detecção de áreas próprias e impróprias para banho nas praias sergipanas, reconhecido pela imprensa nacional, faz parte da política ambiental do Governo do Estado e projeta Sergipe como destino turístico

A boa qualidade das praias na capital sergipana ganhou repercussão no Brasil nos últimos dias, com a divulgação de um ranking nacional de balneabilidade. Segundo o estudo, conduzido pela Folha de São Paulo, Aracaju foi a mais bem-colocada entre as 11 capitais brasileiras que ficam no litoral. Das dez praias aracajuanas monitoradas no período, oito estiveram próprias durante todo o ano, e nenhuma foi classificada como ruim ou péssima. O resultado é fruto do trabalho do Governo de Sergipe via Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema), responsável por observar as praias próprias e impróprias para banho em todo o estado.

Semanalmente, a Adema faz a análise em 19 pontos de coleta nos litorais sul e norte, além da Grande Aracaju. Este estudo, que parte da amostragem da água de diferentes locais, verifica a presença de coliformes termotolerantes. Toda a coleta é feita em recipientes estéreis, com uma equipe especializada, que obedece a protocolos técnicos determinados pelo laboratório de análises químicas e microbiológicas da entidade.

De acordo com o presidente da Adema, George Trindade, o trabalho do órgão serve de referência para os banhistas. “Como Aracaju demonstrou bons resultados em relação a outras capitais, isso promove o turismo, porque atesta que nossas praias tem um índice muito alto de balneabilidade com base nos dados aferidos ao longo de todo o ano. Foi isso que a Folha apurou e divulgou em todo o Brasil. O grande destaque é que a praia está boa, mas a gente só consegue ver isso porque a Adema faz um bom trabalho no monitoramento”, coloca.

A análise de balneabilidade tem base na Resolução 274/2000, do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama). Segundo o documento, o índice de coliformes abaixo de mil determina uma praia própria para banho. Acima deste número, a praia é considerada imprópria. “Quando uma praia é considerada imprópria em uma coleta e própria na coleta seguinte, ainda assim só fazemos a liberação após quatro coletas, como medida de segurança”, relata George Trindade.

Impressões

Natural de São Paulo (SP), a turista Maria Aparecida Gomes veio conhecer a capital sergipana ao lado do esposo e do filho. Para ela, o litoral do estado está causando boas impressões. “Chegamos ontem e estamos vindo à praia pela primeira vez por aqui. Resolvemos conhecer Sergipe, porque estamos de passagem. Aqui na Cinelândia está maravilhoso, e é bom saber que as praias do estado estão sempre boas para banho. Isso faz a gente querer vir mais”, afirma.

De Aracaju, o casal Jenifer Gomes e Miguel Matos considera o banho de mar como uma de suas diversões favoritas. A notícia sobre os bons índices nas praias de Aracaju deixou a dupla satisfeita. “A informação sobre a balneabilidade das praias faz muito sentido, porque a gente sempre vê uma água com boa qualidade e nunca ouve falar de algum problema nessa região. Isso é bom, porque faz com que as pessoas de fora queiram vir”, pontua Miguel.

Conhecido como Baixinho, José Menezes comercializa coco e bebidas na área da Cinelândia há 12 anos. Em sua visão, a maior prova da qualidade da água na praia aracajuana é a quantidade de frequentadores. “Estou aqui todos os dias. Não é surpresa saber que as praias de Aracaju são boas para banho, porque aqui é sempre bem-frequentado, principalmente nessa temporada. Toda terça o pessoal da Adema vem fazer o teste da água aqui, a gente vê que o trabalho é constante. E isso é importante, porque os turistas dos hotéis aqui de perto vêm, assim como a comunidade ao redor”, relata.

Proprietário de um dos bares localizados à margem da Rodovia Inácio Barbosa, no Mosqueiro, Alisson Leite da Silva também gostou de saber sobre a posição de Aracaju no ranking da balneabilidade. “É uma surpresa muito positiva. Isso impacta nosso fluxo de turistas, que já elogiam a cidade por ser limpa e organizada. Saber que as praias estão adequadas o ano todo é perfeito para gente que trabalha nos restaurantes e hotéis, porque os banhistas podem vir para cá com tranquilidade. Agora vou poder dar o recado aos turistas de que aqui é a capital da balneabilidade”, aponta.

Gerente de um dos restaurantes da Inácio Barbosa, Pablo Santos também comemora a novidade.  “A gente depende do turismo, então uma notícia dessas alegra todo mundo. Aracaju tem as praias mais bonitas, e saber que elas estão boas para banho deixa tudo ainda melhor, porque incentiva a economia. A gente já percebeu um aumento no fluxo, e a expectativa é que seja assim de agora até o Carnaval. Estamos nos preparando e estruturando a equipe, porque o movimento vem forte”, garante.

Ações

O presidente da Adema reforça que a análise da balneabilidade também norteia os gestores públicos. “Se a área aponta balneabilidade ruim, os gestores podem começar a atuar no fato gerador para coibir o problema e melhorar os índices”, frisa. George lembra que a Adema também atua na prevenção contra possíveis agentes contaminantes. “Recentemente, foi verificada a presença de algumas manchas de óleo na Bahia. Nossas equipes ficaram em alerta, no caso de essa mancha chegar até Sergipe. Essas ações também estão entre nossas atividades”, exemplifica.

Ainda segundo George, o status de ‘própria para banho’ faz com que restaurantes, hotéis e bares das redondezas das praias possam usufruir do título, assim como agências e companhias de turismo. Nesse sentido, a Adema se responsabiliza pelo diagnóstico e divulgação constantes. “Por isso, é importante que a sociedade acompanhe nossos boletins, para estar bem-informada quanto à situação das praias”, enfatiza.

A Adema também é encarregada do licenciamento dos bares localizados na faixa de areia. “Temos atuado para que todos os bares e restaurantes estejam atentos aos esgotos, para que não haja poluição. O poder público e a iniciativa privada precisam estar em consonância para preservar o meio ambiente e despertar o potencial turístico local”, destaca.

Em se tratando das medidas em prol das atrações turísticas do estado, a Adema realiza, também, o monitoramento em atrativos como a Lagoa dos Tambaquis, no município de Estância, em parceria com a prefeitura. Em seus nove quilômetros, a lagoa conta com os estudos do órgão, que tem ampliado sua frequência de pesquisa.

Valorização

No último ano, o Governo de Sergipe tem fortalecido a política ambiental com o reforço do corpo de trabalho e das atividades de fiscalização. A recriação da Secretaria de Estado do Meio Ambiente, Sustentabilidade e Ações Climáticas (Semac) marca essa postura, assim como o anúncio da abertura de concurso público para provimento de vagas na Adema e o comprometimento com os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas. A expectativa é de que a reestruturação da Adema passe, também, pela ampliação das ações de fiscalização, com o convite à classe empresarial para debater e alinhar soluções.

Fonte: www.se.gov.br
Fotos: Igor Matias/Secom

Última atualização: 28 de dezembro de 2023 10:40.

Pular para o conteúdo