Adema faz soltura de 88 animais em área de Caatinga

Equipes de fauna da Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema) realizaram a soltura de 88 animais silvestres de diversas espécies, em áreas de vegetação do bioma Caatinga em municípios do Território do Alto Sertão Sergipano.

Foram reinseridos na natureza  jabutis (Chelonoidis carbonaria), papa-capim (Sporophila nigricollis), canário-da-terra (Sicalis flaveola), cardeal (Paroaria), sanhaço (Thraupis), entre outros.

As espécies são provenientes de apreensões e resgates realizados por profissionais da Adema e se encontravam no Centro de Tratamento de Animais Silvestres (Cetas), localizado no Parque da Cidade, na Zona Norte da capital sergipana, sendo que todos passaram por avaliações veterinárias e receberam os devidos cuidados até estarem aptos à soltura.

A Adema ressalta a população que ao encontrar algum animal silvestre fora do seu habitat é importante acionar as equipes especializadas do órgão para fazer o resgate ou apreensão, por meio do telefone (79) 9 9191-5535. O mesmo número também serve para agendar a entrega voluntária desse tipo de animal.

Adema realiza soltura de 91 animais silvestres em área de Caatinga

Na quinta-feira,28 de abril, em que se comemora o Dia Nacional da Caatinga, equipes da Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema) realizaram a soltura de 91 animais de diversas espécies da fauna silvestre, em áreas de vegetação nativa abundante, do bioma Caatinga.

Foram reinseridos na natureza vários jabutis (Chelonoidis carbonaria), e inúmeras espécies de aves, entre elas, papa-capim (Sporophila nigricollis), canário-da-terra (Sicalis flaveola), cardeal (Paroaria), azulão (Cyanocompsa brissonii), entre outros.

Todos os animais são provenientes de entregas voluntárias e apreensões e resgates realizados pelas equipes de fauna da Adema e do Pelotão Ambiental e se encontravam no Centro de Tratamento de Animais Silvestres (Cetas), localizado no Parque da Cidade, na Zona Norte de Aracaju, onde passaram por reabilitação e tratamentos veterinários, e somente agora estavam aptos à soltura.

Na oportunidade em que ocorreu a ação, um filhote de coruja (Strigiformes) que havia sido resgatado pelo órgão ambiental, foi destinado ao Instituto Parque dos Falcões, localizado no município de Itabaiana, para desenvolvimento e fortalecimento da musculatura para voo.

Adema reinsere 23 aves na natureza

As equipes de fauna da Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema) pôs à soltura, em área de reserva ambiental, 23 aves de sete espécies que passaram a ter de volta a liberdade para cruzar os céus, respeitando a ordem natural que é de estarem integradas à natureza.    

As aves libertadas são oriundas de entregas voluntárias e apreensões realizadas pelas equipes de fauna do órgão ambiental, e, por apresentarem algum tipo de enfermidade, a exemplo de asa quebrada ou machucada, dificuldades para alçar vôos, lesões e escoriações, foram encaminhadas ao Centro de Tratamento de Animais Silvestres (Cetas), localizado no Parque da Cidade, no bairro Industrial, onde passaram pelo processo de  reabilitação.

Os profissionais da Adema devolveram ao habitat natural, um sabiá (Turdidae), dois cravinhos (Coryphospingus Pileatus), quatro assanhaços (Thraupis), quatro canários da terra (Sicalis flaveola), quatro Jesus meu Deus, ( Zonotrichia Capensis), quatro rolinhas do Pará( Columbina) e quatro viuvinhas ( Colonia Colonus).

A Adema ressalta a população que ao encontrar qualquer tipo de animal silvestre,  não deve manusear, tentar alimentar ou medicar estes animais, apenas acionar as equipes especializadas do órgão para fazer o resgate ou apreensão, por meio do telefone (79) 9 9191-5535. O mesmo número também serve para agendar a entrega voluntária desse tipo de animal.

Última atualização: 7 de fevereiro de 2022 09:41.

Pular para o conteúdo