Tamanduá-mirim é resgatado pela Adema na Zona Sul de Aracaju

Uma equipe de fauna da Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema) foi acionada para realizar o resgate de um tamanduá-mirim (Tamandua tetradactyla) que se encontrava em frente a uma lanchonete no bairro Aeroporto, Zona Sul de Aracaju.

Ao chegar no local, o animal já estava contido, e após a avaliação clínica, constatou-se tratar de uma fêmea jovem, bastante ativa e saudável, e, por não apresentar nenhum problema clínico foi posta à soltura em área de reserva ambiental.

Segundo o veterinário da Adema, Daniel Allievi, o animal apareceu devido ao bairro estar localizado em uma área de muita vegetação. “Essa espécie é muito comum em regiões de floresta e matas fechadas, por isso, acreditamos que ele tenha surgido no local devido aos vestígios de mata que existem nas proximidades. É importante também lembrarmos a população de não tentar manusear esse animal, pois, apesar de eles não possuírem dentes, são providos de garras muito afiadas e resistentes que podem causar ferimentos graves nas pessoas”, afirma.

O órgão ambiental informa que, caso a população encontre algum animal silvestre fora do seu habitat é importante acionar as equipes especializadas do órgão para fazer o resgate ou apreensão, por meio do telefone (79) 9 9191-5535. O mesmo número também serve para agendar a entrega voluntária de animais.

Última atualização: 19 de dezembro de 2022 19:23.

Pular para o conteúdo